quinta-feira, 20 de junho de 2013

Olhar





Quando olho para você
sinto como se fosse metal atraído pelo ímã.
Quando olho para você
salivo desejosa por degustá-lo com prazer.
Quando olho para você
minha noite vira dia.
Quando olho para você
minha lua vai dando lugar ao sol
extinguindo o frio
aquecendo em sintonia
meu corpo com sua companhia.

Quando olho para você
perco a noção do Ser.

Você é meu prazer, quando olho para você.






sábado, 1 de junho de 2013

Quimera Sôfrega



Senti você.
Mesmo sem estar ao meu lado
senti você.
Sua boca tocou-me na lembrança,
sua mão acariciou-me em esperança
seu cheiro inspirei na bonança
ao pensar que poderei te encontrar
e nisso preciso me bastar.
Todavia, meu corpo grita silenciosamente por senti-lo 
não mais em lembranças, 
não mais em esperanças,
mas em quimeras sôfregas de uma realidade
onde um ser uno nos tornemos 
e assim fiquemos por toda eternidade.






*Imagens: Google